Rede dos Conselhos de Medicina
Fenam define piso salarial

 

Piso salarial

FENAM define piso salarial dos médicos para jornada de 20 horas semanais, válido a partir deste mês

 

Em comunicado oficial dirigido aos sindicatos médicos de todo o país, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) estabeleceu o piso salarial da categoria em 2011 em R$ 9.813,00 (nove mil oitocentos e treze reais), para uma jornada de 20 horas semanais de trabalho.

O valor utiliza como base o piso de 2011 e é resultado da atualização monetária pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor - (INPC), do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - (DIEESE), cujo índice acumulado em 2011 foi de 6,08%.

 

Importante referência para o movimento médico, este valor-base orienta a categoria em dissídios, convenções, acordos coletivos de trabalho e demais negociações e reivindicações junto a empregadores privados e públicos. Também tem sido parâmetro para a discussão do PCCV de médicos do SUS com prefeituras e câmaras municipais.

 

O Comunicado da Fenam dirigido aos Sindicatos Médicos está, na íntegra, a seguir:

 

Ofício 010 / 2012  
Brasília, 25 de janeiro de 2012.

 

 Aos
Presidentes dos Sindicatos dos Médicos        

 

 Prezado Colega:

 

 Ao cumprimentá-lo a Federação Nacional dos Médicos aproveita para repassar informação sobre o valor do novo piso salarial dos médicos, para a duração semanal de vinte (20) horas, que deverá orientar as negociações coletivas de trabalho na base desse sindicato.

 

 Recomendamos que o referencial integre as pautas de reivindicações que servirão de base para as ações coletivas e, em caso de negociação exitosa, as convenções e acordos coletivos de trabalho.

 

 O valor é resultante da atualização monetária pelo índice nacional de preços ao consumidor (INPC) acumulado em 2011, de 6,08%, sobre o valor de 2011.

 

 Assim sendo observamos que o Piso Salarial apoiado nas deliberações do XI ENEM e atualizado, a partir de janeiro do corrente, passa a ser de R$ 9.813,00 (nove mil oitocentos e treze reais). 

 

 Saudações Sindicais,                                                                

 

 Cid Célio Jayme Carvalhaes
Mario Antonio Ferrari

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS MÉDICOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner