Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Campanha novembro azul no Hospital Regional de Taguatinga realizou 40 cirurgias

Boas Práticas Médicas

Campanha novembro azul no Hospital Regional de Taguatinga realizou 40 cirurgias

O médico urologista Rony Mafra trabalha no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) há 15 anos. Segundo o profissional, durante a campanha Outubro Rosa, muitos voluntários participaram do movimento para tratar as mulheres com câncer de mama. Ao perceber a importância da campanha, a equipe da urologia da unidade de saúde decidiu fazer o mesmo pelos homens. “Há três anos começamos a campanha Novembro Azul no HRT para tratar os pacientes com câncer de próstata. Começamos com poucos casos e atendemos aqueles que já estavam na fila aguardando para a cirurgia”, comentou o médico.

No final do ano, oito ou nove pacientes que ainda aguardavam ser operados e pacientes que não tinham câncer de próstata, mas sentiam desconforto ao urinar, usavam sonda, tinham hiperplasia prostática benigna ou câncer em outros órgãos também começaram a ser atendidos durante a campanha. Um tratamento inédito que o hospital realizou foi o implante de esfíncter artificial para tratamento de insuficiência urinária. Esse tipo de caso aparece após o tratamento de câncer. “Dentro da área da saúde não basta tratar o paciente, temos que acompanhar também. Muitos pacientes após a cirurgia de próstata ficam com incontinência urinária, usam fraldas ou absorventes e sofrem de depressão e dificuldade de convívio social. Fizemos duas cirurgias dessas e esses pacientes vão deixar de usar fralda, isso é muito gratificante para nós”, concluiu Mafra.

Mutirão – A equipe do HRT trabalhou em conjunto durante o Novembro Azul, desde a assistência de prevenção, sistema de vagas de UTI, cirurgias e o pós-operatório. As cirurgias foram agendadas nas terças e quartas feiras do mês de novembro. A meta era fazer cerca de 40 a 45 cirurgias. “Conseguimos bater a meta porque fizemos 40 cirurgias. As cirurgias são demoradas por isso não conseguimos expandir o número, mas batemos a meta proposta no início da campanha”, comemorou Rony.

Números – Segundo um levantamento feito pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2017 foram registradas cerca de 15 mil mortes em decorrência do câncer de próstata no Brasil. A estimativa é de que em 2019 ocorram 68 mil novos casos da doença e venham a morrer de 27% a 34% desses pacientes, ou seja, até 23 mil pessoas. O câncer de próstata é o 2º tipo que mais mata homens, depois do câncer de pulmão.

Voluntariado – A equipe do HRT pede que mais médicos se voluntariem para ajudar e dar atenção às pessoas para que no próximo ano o número de cirurgias aumente e que outras regionais da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal também participem da Campanha Novembro Azul.

Recado aos homens – Os homens precisam deixar a tendência de não cuidar da saúde e procurar o urologista para fazer o preventivo a partir dos 45 anos. A assistência da campanha Outubro Rosa e novembro Azul andam de mãos dadas, pois as duas campanhas são em prol da família.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

© Copyright 2019 Todos os Direitos Reservados
Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 01 Lote 985 2º Andar, Sala 202 - Centro Empresarial Parque Brasília, Brasília-DF, CEP: 70.610-410
Tel: (61) 3322-0001 Fax:(61)3226-1312,  Expediente (2ª a 6ª feira) - 8h00 às 18h00